terça-feira, 23 de dezembro de 2008

reportagem da tvcultura...

video

Natal Solidário Ecológico

A Casa da Boa Esperança, em parceria com a Novo Encanto - monitoria 46 (Belém), SEMMA, ASFLORA e Núcleo Rei Canaã -UDV. Celebraram na manhã dessa terça-feira (23) um Natal especial.
Apresentação musical com temática natalina das crianças do grupo FLORESCENDO da ong NOVO ENCANTO.

Atividades
Diversas ações lúdicas e ambientais foram organizadas para atender a comunidade do bairro da pedreirinha.
Os sócios da União do Vegetal (Núcleo Rei Canaã), Casa da Boa Esperança e Novo Encanto, com o apoio da Asflora e SEMMA, atuaram em "ação de graça".
Tivemos o plantio de mudas na Área de Proteção Ambiental do Utinga (APA), contribuindo para o projeto de "um bilhão de árvores para a amazônia" do governo do Estado;
Apresentação musical do grupo florescendo da ong Novo Encanto;
E teatro, apresentado pela ASFLORA todos voltados para temas ambientais.

Apresentação Teatral com temática ambiental, personagens CURUPIRA e MÃE NATUREZA, ASFLORA .




Plantio de mudas nativas no parque ambiental do Utinga (APA), NOVO ENCANTO e ASFLORA





Crianças, jovens e adultos em busca de um mundo melhor.





Quem planta seu males espanta, celebração à vida!Beneficência


Foram beneficiados também com a distribuição de cestas básicas, roupas e brinquedos arrecadados na caminhada solidária realizada pela Casa da Boa Esperança dia 14/12 no bairro do marco em Belém em conjunto com o Pré Núcleo Príncipe Ram, moradores da comunidade da Pedreirinha localizado nas proximidades do Parque Ambiental de Belém e brevemente no Murinin em Benfica.



postado por Bruno Assis

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

É chegado o Dia do Bem

Depois de um trabalho desenvolvido num clima de amizade e harmonia, os sócios das entidades Água Vida e Novo Encanto - monitoria 82, entregaram na manhã desse domingo alimentos, roupas e brinquedos pra mais de 50 famílias do Ramal dos Coelhos, na comunidade do Cucurunã. A Água Vida e a Novo Encanto realizam esse trabalho há dois anos e acreditam que a ação só é possível porque conta sempre com o apoio da comunidade santarena que deposita nos seus sócios a sua confiança.

Acompanhe a entrega...

A equipe do Bem...



Rifa E ontem a noite também foi sorteado o aparelho de DVD no programa Bazar Brasileiro com o jornalista Jota Ninos. O sorteado é o cartão 124, Daiane Rodrigues.



Santarém - PA

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Nó batemos a sua porta, faça o Bem...

o-dia-do-bem-logo-e-menina1Fraternidade, amizade e solidariedade. Essas são as três palavras que vão fazer a diferença no Natal das famílias carentes da comunidade do Cucurunã – região do Eixo Forte em 2008. Neste sábado, 22, as entidades Água Vida e Novo Encanto vão as ruas de Santarém para arrecadar brinquedos, roupas e alimentos não perecíveis. A ação, conhecida como o ‘Dia do Bem’, tem o objetivo de atender cem famílias que vivem na vila que fica as margens da Rodovia Dr. Everaldo Martins e devolver à elas o sentido do Natal: a fraternidade humana.


Em 2007 foi realizado o primeiro Dia do Bem em Santarém. Naquele ano 49 famílias foram atendidas e receberam roupas, calçados, brinquedos e alimentos. Através de um levantamento feito no ano passado pelas entidades e pelos agentes comunitários foi possível chegar ao número de cem famílias mais necessitadas e que esse ano serão beneficiadas pela ação.


Doações


Mais de 250 quilos de alimentos foram arrecadados na primeira caminhada realizado no domingo, 9 de novembro, e contou com a participação dos sócios das suas entidades. A meta é arrecadar neste sábado, 22, mais 250 quilos. Os sócios das duas entidades vão se concentrar na Praça dos Três Poderes e devem percorrer as ruas do bairro da Prainha e Santíssimo (ver o itinerário abaixo).


o-dia-do-bem-faixa1

Mais uma caminhada está programada para o dia 14 de dezembro.


Saiba como nasceu a iniciativa


Em 2007 um grupo de sócios da Novo Encanto e Água Vida foram até a cidade de Macapá (AP) e participaram da campanha Natalina que inspirou a origem do Dia do Bem em Santarém. Crianças, jovens e adultos foram às ruas da capital amapaense fazendo a coleta dos produtos (roupas, brinquedos e alimentos) para posteriormente doarem para as famílias necessitadas do lugar. O grupo de santarenos participou e gostou na iniciativa. A idéia foi proposta ainda naquele ano aos demais sócios das duas entidades que, aprovaram a iniciativa e timidamente foram às ruas de Santarém no dia 15 de dezembro de 2007 e realizaram o 1º Dia do Bem totalmente santareno.


o-dia-do-bem-pedido-de-doacao11


Itinerário


Saída: Praça dos Três Poderes (16 horas)


Avenida Mendonça Furtado


Avenida Rosa Passos


Avenida Elinaldo Barbosa


Travessa Professor José Agostinho


Avenida Afonso Pena


Travessa 15 de agosto


Avenida Marechal Rondon


Rua Madre Imaculada


Retorno: Praça dos Três Poderes



Juliane Oliveira

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

E já chegou o Dia do Bem...

“Deus nos deu a vida, a inteligência e a capacidade de praticarmos o amor, a decência e a fraternidade. E para agradecer é que juntos hoje estamos por um mundo mais fraterno, por um mundo mais humano”.

Hoje as associações Novo Encanto e Água Vida batem a sua porta e pedem a sua contribuição pra fazermos juntos um Natal diferente. Um Natal especial...

Há quase um ano, os mais de 50 sócios das entidades Novo Encanto e Água Vida acreditaram que era possível mudar o rumo da história de 40 famílias carentes que moram na comunidade do Cucurunã. Eles tinham um propósito e foram em busca dele. Saíram às ruas de Santarém numa manhã de sábado - 15 de dezembro - e foram, de casa em casa, recebendo doações de roupas, brinquedos, alimentos, calçados e até livros. As doações foram transformadas em cestas básicas. Roupas, calçados e brinquedos foram reformados e logo logo ganharam novos donos.

23 de dezembro. Tudo pronto e o comboio mandado por Papai Noel saiu rumo ao Ramal dos Coelhos – localidade aonde estão abrigas parte das famílias carentes que moram na Vila. Um dia especial para os comunitários e principalmente para os sócios das duas entidades, Novo Encanto e Água Vida.

A iniciativa deu certo e o desejo de atender outras famílias e tornar ainda mais especial o Natal fortaleceu os amigos que já se preparam pra sair às ruas de Santarém mais uma vez, recebendo a doação daqueles que, assim como eles, acreditam em um mundo melhor, que acreditam que cada sorriso de uma criança é como uma estrela que bilha no céu e que, com a contribuição de cada um, nós podemos fazer um Dia do Bem...

Para o ano de 2008 foram programadas duas caminhadas pra coleta dos produtos que farão parte da cesta básica que será entregue as 100 famílias que serão atendidas no Dia do Bem. A primeira caminhada é no próximo dia 9 (domingo). A concentração será na Praça dos Três Poderes - na Avenida Mendonça Furtado com a Professor José Agostinho – a partir das 8h30min, com saída prevista para as 9 h.

Saiba como nasceu a iniciativa

Em 2007 um grupo de sócios da Novo Encanto e Água Vida foram até a cidade de Macapá (AP) e participaram da campanha Natalina que inspirou a origem do Dia do Bem em Santarém. Crianças, jovens e adultos foram às ruas da capital amapaense fazendo a coleta dos produtos (roupas, brinquedos e alimentos) pra posteriormente doarem para as famílias necessitadas do lugar. O grupo de santarenos presente no encontro gostou na iniciativa e aproveitou o clima natalino para propor a idéia aos demais sócios das duas entidades em Santarém. A idéia foi aprovada e timidamente um grupo foi às ruas de Santarém no dia 15 de dezembro de 2007 e em pouco menos de 10 dias eles garantiram um natal especial para 40 famílias.

Em 2008

A meta para 2008 é atender 100 famílias da Vila do Cucurunã e fazer um Dia do Bem especial para as crianças da comunidade com a entrega de presentes, lanche, brincadeiras e muita diversão. Essa ação deve acontecer no dia 25 de dezembro.

Itinerário

Saída: Praça dos Três Poderes

José Agostinho

Avenida Ismael Araújo

Avenida Turiano Meira

Afonso Pena

Travessa Dom Amando

Avenida Curuá-una

Avenida Mendonça Furtado

Retorno: Praça dos Três Poderes

Pra mais informações

Ana Paula Souza: 9954 – 8383, Coordenadora do Dia do Bem
Juliane Oliveira: 9132-8202, voluntária

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Dia do Bem no Cucurunã

A vila do Cucurunã esteve em festa no derradeiro domingo, 19. A Associação Beneficente água Vida em parceria com a Novo Encanto realizou uma manhã de muita brincadeira e educação ambiental com mais de 50 crianças que moram na comunidade.

Além de participar de atividades educacionais, jogos interativos e receber brindes, as crianças participaram de um teatro de fantoches com dicas de como cuidar do meio ambiente. A ação conhecida como o Dia do Bem foi desenvolvida pela segunda vez na vila.

Outras atividades estão programadas pra acontecer ainda esse ano. Uma delas é a arrecadação de brinquedos, roupas e alimentos nas ruas de Santarém e que serão posteriormente distribuídas para os moradores da Vila do Cucurunã. Em 2007, 40 famílias foram beneficiadas com o Dia do Bem. A meta de 2008 é atender 100 famílias. Participe!!!

Novo Encanto na III Feira dos Produtores Orgânicos

A Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico participou da 3ª Feira de Produtores Orgânicos do Pará, na ocasião foram divulgados os trabalhos e os produtos da Novo Encanto.

A Feira de Produtores Orgânicos é um canal de comercialização entre o produtor e o consumidor com a oferta de alimentos de boa qualidade, hortaliças, frutas, mel, plantas ornamentais, sabão ecológico, colônia de ervas, artesanatos e muito mais. Tudo produzido sem agrotóxicos, e sem substâncias químicas.
Na Feira o consumidor comprova a importância do produto e do alimento orgânico no dia-a-dia, e descobre porque o alimento orgânico é melhor para o meio ambiente e a saúde de sua família. O sucesso da Feira deve-se exatamente a demanda do consumidor por alimentos e produtos mais saudáveis e a necessidade do produtor em ofertar num espaço diferenciado o seu produto.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

O encontro!


“O trabalho da Novo Encanto tem despertado o meu interesse pelo meio ambiente e em cuidar do nosso planeta. E com o trabalho do encontro e a criação da unidade regional é importante para o desenvolvimento maior dos trabalhos da Novo Encanto”, Mestre Waldecy(BLM-PA).
a fonte da juventude!!!


“O II Encontro regional da Novo Encanto, além de ter proporcionado momentos inesquecíveis de harmonia e aprendizado, nos possibilitou um vinculo de novas e sinceras amizades”, Maria Liberalina (BLM-PA) plantando a União

“A criação da unidade regional vai ser assim um marco na nossa região. Vai permitir atividade mais firme da Novo Encanto no sentido de nós contribuirmos ainda mais. Nós fizemos isso nos núcleos e agora nós vamos sair dos núcleos e poder contribuir coma melhoria de vida da sociedade. E com esse movimento de pessoas querendo se unir em direção a esse trabalho vamos poder trazer mais irmãos para contribuir com esse trabalho”, Mestre Henrique(BLM-PA).


“O encontro foi muito bem organizado e foi uma delícia viver com vocês na Tapera Velha, visto aquela fonte, os nove vegetal na floresta. Isso dar um ânimo muito bom pra gente. E poder conhecer essas coisas boas e podermos repartir os conhecimentos uns com os outros”, Mestre Henrique(BLM-PA).


quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Feira reúne idéias para a melhoria da sociedade

A primeira edição do “Uninove Consciência e Atitude - Idéias voltadas para a melhoria da sociedade do futuro” ocorre em 27 de setembro, em São Paulo, com a proposta de reunir idéias em prol da sustentabilidade. A principal atividade da feira será a exposição de projetos elaborados por estudantes, a respeito de meio ambiente, diversidade, educação, problemas urbanos, entre outras questões.

A atividade é voltada aos estudantes do Ensino Médio de escolas públicas ou particulares, alunos dos cursos técnicos profissionalizantes da Uninove – Universidade Nove de Julho, e os alunos da Graduação desta instituição. Para participar, é necessário que eles enviem sugestões de soluções sustentáveis, de acordo com estas categorias:
- Peças/Artesanato com material reciclado;
- Sugestões para melhorias de centros urbanos;
- Reaproveitamento de Recursos Naturais e
- Energia Alternativa.

Um comitê julgador vai selecionar cinco idéias de cada categoria, para apresentação durante o evento. Os projetos finalistas serão avaliados durante a feira pela criatividade, inovação, conhecimento científico do problema, maneira como foram levantados os dados e como foi conduzida a pesquisa, além da metodologia empregada, a profundidade da pesquisa e a clareza de apresentação. Depois disso, será selecionado um projeto em cada categoria, e os quatro grupos vencedores receberão bolsas de estudos na Uninove.

As inscrições vão até 13 de setembro pela internet, por correio, e também nos postos de atendimento instalados nas estações de Metrô São Joaquim, Barra Funda, e no Terminal de Ônibus Santo Amaro.

Além dos trabalhos, a programação do “Uninove Consciência e Atitude” inclui palestras e workshops sobre temas que discutem a sustentabilidade.

1º Uninove Consciência e Atitude – Idéias voltadas para a melhoria da sociedade do futuro
Dia 27 de setembro
Na Uninove, Campus Memorial
Av. Dr. Adolfo Pinto, 109 - São Paulo


Planeta Sustentável

domingo, 22 de junho de 2008

Santarém, 347 anos!

Em 22 de junho de 1661 chegou à aldeia o missionário João Felipe Bettendorf, que fundou a missão do Tapajós. A Fortaleza do Tapajós foi inaugurada em 1967 ( onde atualmente funciona o Colégio Frei Ambrósio). Em 1758 a aldeia foi elevada à categoria de Vila, e recebeu o nome de Santarém, homenagem a uma cidade lusitana. O autor do feito foi o General Governador da Província do Grão Pará, Francisco Xavier de Mendonça Furtado.

Somente no dia 24 de outubro de 1848, é que Santarém foi elevada à categoria de cidade, através da lei nº 145, promulgada por Jerônimo Francisco Coelho.

No século XVIII, a cidade já contava com comércio de produtos variados, o que intensificou a agricultura que era necessária para o comércio. A extração do látex também impulsionou o crescimento da cidade, já que foi bastante usado no automobilismo.

A pérola...
Santarém é conhecida como a Pérola do Tapajós. Em frente à cidade acontece o encontro das águas barrentas do
rio Amazonas com as águas azuis do rio Tapajós, num espetáculo de rara beleza.
É no município de Santarém que se localiza a vila de Alter-do-Chão, a aproximadamente 30 km da cidade. É uma vila balneária chamada de Caribe brasileiro, pelas praias belíssimas, o Lago Verde, a ilha do amor, lugares que atraem inúmeros turistas.

Mas não são apenas estas atrações que esta bela Cidade dispõe: existem ainda centenas de quilômetros de praias paradisíacas, rios e igarapés de água cristalina, cachoeiras e lagos. Entre elas, destacam-se:

-Praia Maracanã: É uma das praias mais próximas da cidade. Está a 6 km aonde se chega através do rio Tapajós. Possui barracas de alimentação.

-Ponta de Pedras: pode-se chegar a esta praia por via terrestre ou fluvial. Possui uma rara beleza, grande vegetação em suas proximidades e alguns locais para alimentação. -Praia Salvação: Seu acesso é feito pelo rio Tapajós ou por via terrestre, se autorizado pelos donos de terras que ficam próximas à praia.

...do Tapajós Em Santarém encontra-se a Cerâmica Tapajós que está dividida em dois tipos de vasos: o de gargalo e o de cariátides. Esta cerâmica é uma das mais antigas e, de tão perfeita, chega a ser comparada até mesmo com a mais fina porcelana chinesa. Existem peças da cerâmica Tapajós espalhadas por vários museus do mundo. Na cidade de Santarém encontra-se um pequeno legado dessas peças no Centro Cultural João Fona.



segunda-feira, 16 de junho de 2008

Água Vida inaugura biblioteca comunitária

Jorge Amado, Zélia Gattai, José de Alencar, maestro Isoca e tantos outros escritores de renome estiveram reunidos na derradeira sexta-feira na região do Eixo Forte. Mais precisamente na Vila do Cucurunã. Não é brincadeira. O mais interessante é que eles dividiram o espaço de um pouco mais de 4 metros ² com os comunitários que a partir desse dia passam a ter acesso direto à essas fontes de conhecimento e literatura. Os sonhos de melhoria na qualidade vida das comunidades abrigadas pela região do Eixo Forte são embarcados também pelas palavras a partir de agora.

A Biblioteca A primeira biblioteca da comunidade do Cucurunã foi inaugurada na sexta-feira, 13, com a participação dos estudantes, comunitários e parceiros da ação. Um dos pontos fortes desse trabalho é oferecer aos moradores das localidades do Eixo Forte a oportunizar pesquisas e incentivar o hábito da leitura.Segundo o supervisor da Emater e presidente da Associação Beneficente Água Vida, Paulo Sérgio, o espaço é um presente que a própria comunidade se deu.


“A biblioteca é um presente que a comunidade está recebendo e está se dando, porque os comunitários abraçaram o projeto e estão levando à diante”, diz Paulo Sérgio.
Sonhos O espaço é pequeno, mas cabe nele grandes escritores que os comunitários estão ansiosos para conhecer. A maioria dos livros conta a história da região e abordam estudos sobre a área rural. Para o líder comunitário Fernando Miranda a biblioteca deve servir também para orientar os produtores, tanto os da comunidade do Cucurunã, como da região do Eixo Forte. Ele afirma que muitas dúvidas poderão ser esclarecidas nos livros.

“A biblioteca vai orientar os produtores aqui do Cucurunã e também da região. Quem tiver dúvidas nas suas plantações, nós temos livros que podem contribuir para resolver esses problemas que acontecem”, diz Fernando Miranda.

Parceiras A idéia de uma biblioteca que pudesse atender essas comunidades nasceu de um intercâmbio entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará, o Grupo verde, o Instituto Cultural Boanerges Sena (ICBS) e a Associação Beneficente Água Vida. Outras instituições foram também agregadas e deram apoio à ação, como a Prefeitura de Santarém e outras associações que pertencem a comunidade do Cucurunã, desde a Associação de mulheres até a sociedade esportiva da comunidade.

"Nós estamos oferecendo aos comunitários uma ferramenta para eles alimentarem o espírito. Eles que só trabalham mais com a enxada, com o ancinho, com a foice arando a terra e vão ter a oportunidade também de trabalharem o espírito da leitura. Quem não ler não tem o que ensinar. Eles precisavam que seu espírito fosse estimulado a se desenvolver”, declarou o diretor do ICBS, Cristovam Sena.

Reconhecimento A Biblioteca Comunitária do Cucurunã recebeu o nome da professora Cilene Oliveira da Silva, um exemplo de dedicação na região do Eixo Forte. Ela começou como servente e ocupou vários cargos até chegar à diretoria da única escola que atende a comunidade, a Escola Municipal Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Hoje ela é aposentada, mas não se afastou das atividades educacionais.

“Tudo nós tentamos fazer para melhorar. Eu tenho certeza que o que eu faço ainda é pouco e posso fazer ainda mais para melhorar a educação”, diz a homenageada.



Monitoria 82

>>Serviço:
1. A matéria foi publicada no portal Notapajós e exibida no Jornal Tapajós
2. Clique aqui e veja o convite para a inauguração da biblioteca

terça-feira, 10 de junho de 2008

Iº Seminário de Avaliação e Reprogramação do Projeto Nosso Igarapé

Acontece hoje o Iº Seminário de Avaliação e Reprogramação do Projeto Nosso Igarapé, desenvolvido nas 18 comunidades da região do Eixo Forte que sobrevivem da agricultura de subsistência, pesca, venda de frutas e artesanato.

A região é caracterizada principalmente pela existência de inúmeros igarapés que atravessam as comunidades e desembocam no Rio Tapajós, além de áreas naturais conservadas.

Para falar sobre os trabalhos realizados com moradores das comunidades o apresentar do jornal Bom Dia Santarém, da TV Tapajós (filiada da Globo), Carlos Silva, conversou com o Leonardo Bemergui, monitor da Novo Encanto em Santarém, uma das entidades parceiras do projeto.


Carlos Silva: Como nasceu o projeto Nosso Igarapé?

Leonardo: Esse projeto nasceu em 2006 com o intuito de recuperar os mananciais hídricos da região do Eixo Forte, que é a nossa área de atuação no município. Não se prendendo a essa área de atuação, estamos atuando na área urbana de Santarém, no Uruará, mas sempre com o foco na região do Eixo Forte. Como você bem falou, são 18 comunidades e estamos a princípio no Cucurunã, que é uma área bem degradada. Fizemos uma avaliação em 2006, um trabalho em 2007 de plantio de mudas e agora vamos retomar essas atividades juntamente com o Estado - na Penitenciária e com o município – Isam.

Carlos Silva: Quais foram os principais problemas encontrados por vocês no início dos trabalhos?

Leonardo: Primeiramente a falta de conhecimento por parte da população local, moradores e pessoas que utilizam o igarapé para lazer nos finais de semana, fazendo barragens, desmatando o igarapé. E também fazendo atividades de mineradoras na área, que são freqüentes e algumas sem licença ambiental. Essas são as principais, e também a pecuária extensiva na região.


Carlos Silva:
Há outros projetos em andamento na região?

Leonardo: Nós temos parcerias com Ong’s do setor, juntamente com o setor. Estamos agora com a avaliação do projeto Nosso Igarapé e nós estamos com a proposta de trabalhar com a Penitenciária unicamente, nessa fase, para liberarem a barragem que eles têm na região, que retêm a água do igarapé e diminui o seu fluxo. Mas para frente nós temos os trabalhos indiretos nessa área de recuperação. Que é a parte de educação ambiental com as crianças nos colégios da região para, juntamente com o trabalho técnico dá suporte para essa ambientação da área.

Carlos Silva: Quem vai ministrar essas palestras?


Leonardo: Essas palestras serão feitas pelos representantes das Ong’s subsidiadas pelo Isam. Tivemos um período desse trabalho de palestras com as escolas, mutirões de trabalhos com as crianças, incentivando e orientando sobre como que tem que ser feito o uso dos recursos da região.

Carlos Silva: Qual a atual situação da degradação na região?

Leonardo: Nos igarapés e lagos que nós conhecemos, nós temos um índice muito alto de degradação ambiental. Inclusive no Cucurunã, quem passa por lá não percebe, mas o igarapé diminuiu sem fluxo assustadoramente. Antigamente, regiões que tinham dois metros de profundidade do leito do igarapé, hoje nós encontramos um palmo, 10, 15 ou 20 cm. Isso se dá justamente pela extração de minerais as margens das nascentes, retirada da vegetação. Não só do ponto de vista ambiental, mas social também, é um dano ambiental fortíssimo pois o igarapé do Cucurunã abastece São Brás, que por sua vez abastece o lago do Juá, que é um berçário natural de peixes. E afeta Santarém inteiro, não só os moradores da comunidade.

“A questão da contaminação”, interrompe o entrevistador.


Leonardo:
Nós ainda não temos dados sérios que comprove. Mas a visualização, para quem conhece, já dá para perceber. Pela coloração da água. Nós podemos ver animais soltos na região as margens dos igarapés.

“Com a chuva é possível ver, que principalmente os igarapés que ficam as margens da Rodovia Everaldo Martins ultrapassam pelo asfalto e acabam prejudicando esses igarapés”, comenta o apresentador.

Leonardo:
Com certeza. Nós estamos querendo fazer agora um trabalho para comprovar essa contaminação do igarapé. Nós não podemos iniciar um problema maior sem ter a comprovação em papel.

Carlos Silva: Quais são os trabalhos e conscientização que vocês realizam?

Leonardo: Nós realizamos palestras e inclusive estivemos parados agora justamente por mudar o foco do Eixo Forte para o Irurá. Mas agora nós vamos voltar com esse trabalho de conscientização. Nós também fazemos seminários e tivemos uma semana Agro-ecológica no ano passado, onde surgiu algumas propostas e parceiras maiores, justamente focando as crianças, as escolas. Porque é a partir da criança educada que teremos um adulto cidadão bem mais educado também.

Carlos Silva: Como a população reage à esse trabalho de conscientização???

Leonardo: A população na maioria das vezes já conhece alguma coisa a respeito. Mas não tem o incentivo, muitas vezes do governo, para continuar esse trabalho e ficar mais esclarecido. Então, nós com essa parceira com o Isam, estamos querendo expandir essa percepção ambiental para todas as classes da população.


Iº Seminário de Avaliação e Reprogramação do Projeto Nosso Igarapé

Programação:

08:00 h - Abertura
09:00 h - Resgate histórico do problema (Grupo Verde);
09:30 h - Diagnóstico da situação (Novo Encanto);
10:00 h - Ações realizadas em 2007/2008 (ISAM);
10:30 h - Programação para 2008/2009 (trabalho em grupos);
11:00 h - Plenária;
12:00 h - Encerramento com almoço de confraternização.
*Clique na segunda imagem e assista a entrevista na íntegra.

Entrevista no Bom Dia Santarém

video

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Natureza Gentil

O Dia mundial do Meio Ambiente foi designado pela assembléia das Nações Unidas com o intuito de sensibilizar a opinião pública para a necessidade de se proteger e valorizar o meio ambiente. É comemorado no dia cinco de junho e estendido por toda a respectiva semana. Na semana mencionada a Associação Novo Encanto promoveu atividades como forma de homenagear a natureza, mas também como um alerta à problemática ambiental.

Dando continuidade a parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente-SEMA, no dia cinco de junho a Novo Encanto participou do lançamento do Programa Estadual de Educação Ambiental.

O evento foi realizado no Parque Ambiental de Belém com a presença da Governadora do Estado, Ana Júlia Carepa, o secretariado do governo e outras autoridades. Em seguida foi realizado o semeio de mil sementes com os alunos das escolas do entorno do Parque Ambiental de Belém.

No dia sete de junho foi realizado o Teatro de Fantoches apresentando o Musical "Natureza Gentil". A peça encenada pelas crianças e os Jovens do Pré-Núcleo Príncipe Ram traz em sua mensagem a importância da preservação do meio ambiente e o amor à natureza.



Conceição Baía
14ª Região

quinta-feira, 5 de junho de 2008

“Olhares sobre a Amazônia”

A Semana do Meio Ambiente é um evento que faz parte da agenda das diversas instituições que atuam no município de Santarém, através do PREÁ/Tapajós que articula a educação ambiental desde o ano de 2001.

Com espírito de integração, as instituições governamentais e não-governamentais, objetivando festejar, informar e sensibilizar a população santarena, reúnem-se para construir a agenda alusiva ao dia do Meio Ambiente.


Este ciclo festivo se renova a cada ano, adaptando e recriando sua interação com o público santareno através de oficinas lúdicas, palestras, exposições, debates, troca de experiências, atrações culturais, lançamento do selo ambiental, ou seja, diversos meios que sensibilizem e motivem a sociedade à prestar auxílio em relação as questões ambientais.


Dentro deste contexto, os acadêmicos do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental na Amazônia – V semestre, promoveram um evento convidando a todos os acadêmicos, professores, instituições governamentais e não-governamentais, movimentos sociais e a sociedade civil para fazerem parte deste movimento global, para que, juntos possamos agir em defesa da Amazônia. O evento realizado é parte integrante da III Semana do Meio Ambiente do Instituto Esperança de Ensino Superior – IESPES, que tem como tema: “Olhares sobre a Amazônia”.


Dentre as apresentações da noite, destacaram-se as pesquisas de campo dos acadêmicos dos cursos de Comunicação Social/Jornalismo, Turismo e Processos Gerenciais, realizados no decorrer da disciplina Realidade Sócio-Ambiental da Amazônia e a mesa redonda intitulada: “O Mercado de Trabalho e o Profissional da Área Ambiental” sob a responsabilidade dos acadêmicos do V semestre do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental na Amazônia, que contou com a participação de mestres e doutores de diversas áreas ambientais, assim como empresários e lideranças governamentais.

Leonardo Bemergui, monitor da Novo Encanto e membro da Comissão Organizadora do Evento.

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Novo Encanto em ação

A Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico participou da IV Semana dos Alimentos Orgânicos realizada no período de 27 a 31 de maio em Belém, Pará. Durante a semana foi realizada uma campanha nacional para esclarecimento dos consumidores sobre o que são os produtos orgânicos, abordando os benefícios ambientais, sociais e nutricionais desses produtos. Além de estimular o seu consumo.

A campanha foi desenvolvida através de uma parceria entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o apoio das 22 organizações governamentais e não governamentais que compõem a Comissão da Produção Orgânica no Pará-CPOrg-PA, da qual a Novo Encanto participa tendo o sócio Henrique Cattanio como titular e Ronei Pizate como suplente.

A IV Semana do Alimento Orgânico foi aberta oficialmente pelo Superintendente Federal de Agricultura juntamente com Secretário de Estado de Agricultura em um coquetel para a imprensa. No decorrer da semana foram desenvolvidas palestras e uma mesa redonda na UFRA-Universidade Federal Rural da Amazônia, promovida pela Associação Agroecológica Iara. Ainda durante a semana o consumidor teve a oportunidade de degustar as redes de supermercados de Belém receitas e saladas elaboradas com produtos orgânicos.

A IV Semana do Alimento Orgânico concluiu com uma feira livre de produtos orgânicos na Praça Batista Campos, no dia 31 de maio. A Novo Encanto participou com uma barraca de exposição e venda dos seus produtos: Camisas, sacolas sustentáveis, sabão ecológico, fitoterápicos, incenso de breu, saches perfumados de caroço de açaí e colônia de ervas perfumadas da Amazônia. A barraca recebeu visitas ilustres dentre os quais o Secretário de Agricultura, técnicos da Sagri, Secon, Emater. Entre tantos visitantes que apreciaram e adquiriram nossos produtos. Estiveram presentes trabalhando na Barraca os Encantados Henrique Cattanio, Delman Gonçalves, Conceição Baía, Adenauer, Tayane, Ronnei e Merinalva Vilhena.


Gratidão


Expresso aqui meus agradecimentos a estes colaboradores, lembrando que esta é uma boa forma de dar visibilidade a Novo Encanto em nossa cidade.



Divulgação

A ação também foi divulgada nos sites da ORM, Fórum do Consumidor, Portal do Agronegócio, entre outros.




Conceição Baía
Monitora da 14ª Região

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Pelo social e pelo ambiental

A Água Vida é uma instituição beneficente que vem trabalhando Em Santarém desde 2006 com a implantação de ações sociais e compromissadas com o bem estar das famílias santarenas, principalmente as mais carentes. Carentes de oportunidades.
Ano passado nós fomos parceiros do Sistema Tapajós de Comunicação na implantação do projeto Viva Vida, idealizado pelo STC para atender a população mais afastadas do centro urbano com a expedição de documentos, palestras sobre como viver melhor e com cursos de metareciclagem, massoterapia e teatro de fantoches.
Fizemos a nossa parte. Ligamos a comunidade do Cucurunã ao STC. Eles gostaram e esse ano, eles retornam para mais uma vez beneficiar a comunidade. A Água Vida aproveita a oportunidade pra apresentar a sociedade uma nova proposta. A criação de uma biblioteca comunidade para atender as centenas de famílias que vivem no Cucurunã e na Região do Eixo Forte. Uma oportunidade de transformarmos a vida de outras pessoas, através de alguém tão importante e capaz de nos levar para uma realidade. Através da leitura podemos oportunizar a essas pessoas o quanto elas e nós ainda podemos ser mais felizes.

Novo Encanto e Água Vida

A parceira entre as duas surgiu assim que a Água Vida foi criada, em 2006. Mas ano passado essa União entre as duas entidades filantrópicas beneficiou mais de 30 famílias, também na Vila do Cucurunã. A atividade ficou conhecida na cidade como o ‘Dia do Bem’( é possível acompanhar a divulgação no nosso blog). Saímos as ruas de Santarém no dia 15 de dezembro pra recolhermos roupas, alimentos e brinquedos que pudessem ser doados pra outras famílias. A idéia foi aprovada.

Essa é apenas uma das inúmeras campanhas desenvolvidas pelas duas unidades em Santarém. E por sinal, ainda muitas virão.

[Clique aqui] e conheça o primeiro esboço do projeto. E se puder, contribua. É só encaminhar um e-mail para monitoria82@gmail.com



Leia a reportagem
Estudo, sacrifício e sonhos. Essas são palavras chaves que motivam a maior parte dos jovens que moram na Vila do Cucurunã. Durante o dia eles enfrentam a dura jornada de trabalho. Uns no campo e outros na extração de pedra. Quando voltam para casa, uma outra parte da história começa a ser escrita. Eles deixam o cansaço de lado, pegam os livros e assumem o lugar de estudantes.

Mas entre uma parte e outra da história eles enfrentam grandes desafios. A distância, a escuridão e as dificuldades. Assim se compõe a história do Marcelo, da Telma e de muito outros jovens da Vila do Cucurunã.
Mudar a realidade
O Ramal dos Coelhos é uma das principais vias que levam ao interior da comunidade. O lugar é afastado, mas está longe de ser pouco movimentado.

É o jeito pegar essa caminho aqui?, pergunta a repórter.

“Tenho vontade de estudar e esse é o único jeito”, diz o estudante Marcelo Coelho.
Ir pra escola é praticamente uma aventura, mas o pior ainda está por vim. Quando retorna para casa ele precisa enfrentar a escuridão e a chuva.

“Fica difícil. Às vezes eu fico na parada de ônibus até a chuva passar”, completa.

Qual o seu sonho?

“Ser um doutor”. Assim o estudante finaliza a conversa e volta a seguir o seu caminho, rumo à escola.

Sonhos adormecidos

Ainda no Ramal dos Coelhos é possível chegar até a cada da família do Antônio Lúcio da Silva. Ele, a mulher e os filhos trabalham na extração de pedra.

“Nosso medo é fecharem a extração. Se fechar nós vamos ter que parar. Não tem outro emprego aqui. Outras pessoas pescam”, conta Antônio da Silva.

Uma das reclamações da comunidade é quanto a falta de um posto de saúde. Quando precisam de um médico, eles têm que se deslocar para a comunidade de São Braz, ainda na região do Eixo Forte.

“Até o momento nós não temos médico no posto. Temos que ir até o centro”, diz Raimunda Braga, também extratora de pedras.

A filha do casal, Telma Luciana, conseguiu terminar o ensino médio. Hoje ela auxilia o pai na retirada de pedras. O sonho dela é outro.

“Todo mundo tem um sonho, mas as vezes fica difícil de realizar. Porque não tem trabalho. A coisa mais difícil agora é arrumar um trabalho. Enquanto não tem um trabalho que nos dê a possibilidade de realizar nossos sonhos, nós vamos ficando por aqui mesmo”, diz.

Qual o seu sonho?, insiste a repórter.

“Eu queria ser uma bióloga, mas enquanto não conseguir realizar, nós vamos ficando por aqui”, diz.
Noite
Chega a noite e o movimento aumenta. Cerca de 38 famílias moram ao longo do Ramal dos Coelhos. Os postes não têm iluminação e quem precisa da via para voltar para casa ou chegar até a Vila acaba se acostumando a andar na escuridão.

Vila do Cucurunã
A vila tem no artesanato uma forma de resgate da tradição da comunidade e geração de emprego e renda especialmente para os jovens. A comunidade vive da agricultura familiar e recebeu o título de melhor farinha da região.

O Cucurunã tem uma escola. A estrutura é precária e o ensino deficiente. A escola não tem biblioteca, mas com o esforço dos comunitários e o apoio de entidades não governamentais, como a Associação Beneficente Água Vida, uma biblioteca comunitária vai ser inaugurada em uma casinha, localizada entre a escola e a igreja, as margens da Rodovia Everaldo Martins.

“É a educação que vai auxiliar a resolver muitos problemas. E é uma forma de conhecermos o mundo, já que não temos muitos recursos, como a internet. Através do livro nós viajamos para qualquer lugar do mundo”, diz o líder comunitário Fernando Miranda.

A biblioteca pretender atender crianças e demais comunitários da Região do Eixo Forte, possibilitando o acesso a livros didáticos que possam servir de complemento para a formação educacional e social de cada um. A programação da biblioteca prevê manhãs de leitura aos sábados como forma de incentivar essa prática também em classes que não sejam unicamente a de estudantes. As leituras aos sábados atenderão principalmente agricultores e donas de casa.

Serviço
As pessoas interessadas em doar livros para a biblioteca comunitária da Vila podem fazer a doação na Escola Abelhinha, na Avenida Borges Leal. De segunda-feira a sexta-feira, em horário comercial. Ou através do e-mail monitoria82@gmail.com.

Viva a Vida
A Vila do Cucurunã é a primeira comunidade a ser atendida pelo Projeto Viva a Vida 2008. A ação é amanhã.

Cidadania
O projeto vai atender na Escola Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, das 8h às 13h com o Cidadania. Com a expedição dos seguintes documentos:

-Carteira de identidade: 1ª e 2ª vias grátis
-Carteira de idoso grátis
-Carteira de estudante: R$ 6,00
-Certidão de nascimento: Primeira via (0 a 11 anos)-R$ 5,00
-Certidão de nascimento: Segunda via- R$ 15,00
-CPF:R$ 5,50

O SAJULBRA é parceiro do Viva a Vida e vai está oferecendo serviços na área jurídica. A programação do dia conta com oficina de reciclagem, massoterapia e teatro de fantoches.

Noite
A partir das 18h, no barracão comunitário, acontecem as palestras que terá a participação do delegado de Polícia Civil Sílvio Birro, Clauriberto Levy, educador de trânsito e Mardock falando sobre o combate as drogas. À noite também vai ter a apresentação de vídeo e músicas católicas com Banda Emanuel.



Notapajós

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Nosso Planeta é a Nossa Casa!

Todo dia 05 de junho, festejamos o Dia Internacional do Meio Ambiente. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) e vem com o objetivo de sensibilizar o mundo para a necessidade de reconhecer a importância do meio ambiente. Este dia foi escolhido por ter sido o dia de abertura da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano (Estocolmo, 1972).

Mais do que os importantes festejos dessa data, temos que enxergar o meio ambiente como parte de nossas vidas. Em todo o planeta estão sendo realizadas ações voltadas à temática ambiental, o que nos dá forças para continuar acreditando que cada vez mais os seres humanos estão expandindo sua consciência e responsabilidade a respeito dos recursos naturais, tão importantes para esta e para as próximas gerações.
Quero chamar a atenção para três temas importantes ligadas ao nosso relacionamento e responsabilidade com o ambiente: Água, Florestas e Consumo. A água é um bem essencial. A água é o “Espírito da Terra”, é Divina e precisa estar presente em todo e qualquer plano de desenvolvimento sustentável de nossa sociedade.

As florestas têm funções vitais para a sobrevivência do ser humano na Terra: absorvem gases responsáveis pelo aquecimento global, têm atuação fundamental no ciclo da água. Estima-se que 80% da população da Terra usem medicamentos provenientes diretamente de plantas e animais. Na bacia amazônica, cerca de duas mil plantas são utilizadas para curar doenças ou combater enfermidades.



Precisamos colocar em prática a máxima ambiental: “Pensamento Global – Ação Local”. Ou seja, pensar no Planeta e agir em nossa casa!



Leonardo Bemergui
Monitoria 82

Programação do II Encontro Regional da NE(14ª Região)

Acompanhe o que estamos prepando para o II Encontro. Mais informações é só entrar em contato por e-mail...

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Etiqueta Ambiental

O jogo mudou
Ecologia deixou de ser um assunto restrito a entusiastas e cientistas. O tema, muitas vezes visto como árduo no passado, agora ocupa as manchetes de jornais e, até, as colunas sociais.

O que era chato ficou chique. Empresas, mídia, governos, bancos, astros de Hollywood e do Brasil passaram a discutir – com urgência – como fazer para salvar o homem do aquecimento global e melhorar a qualidade de vida na Terra.

A noção de sustentabilidade desenvolvimento que não compromete o futuro – começa a ganhar as ruas. O movimento Planeta Sustentável faz parte dessa corrente que pretende amenizar nosso impacto sobre o ambiente e tornar a convivência social cada vez mais civilizada.

Este manual quer provar como é possível promover pequenos gestos que conduzirão a grandes mudanças se forem adotados por todos nós. Um bom começo é praticar os “três erres”: reduzir, reutilizar e reciclar.

As dicas e informações que você vai ler aqui podem ser aplicadas no dia-a-dia agora mesmo, em sua própria casa, no trabalho, circulando pelas ruas e em sua vida pessoal.A luta pela sustentabilidade será vencida em diversas frentes – que vão da tecnologia à política. Mas em todas elas será preciso a mudança de hábitos pessoais. Veja como começar a modificar os seus. É preciso fazer algo. E devemos fazer já.


O que você precisa saber para fazer um planeta melhor
Entenda porque é tão importante reduzir o consumo de três itens imprescindíveis nos dias de hoje: água, energia elétrica e combustíveis

ÁGUA
Ela até cai do céu, mas é um recurso esgotável e raro em muitos lugares do mundo. Se, em apenas cinco minutos, você escovar os dentes com a torneira escancarada, 12 litros de água potável serão desperdiçados.
ENERGIA
O consumo cada vez maior requer a construção de mais usinas hidrelétricas e mais florestas vão desaparecer para dar lugar a elas. O simples gesto de desligar as luzes dos ambientes, quando estiverem vazios, pode ajudar a evitar isso.
COMBUSTÍVEIS
A queima dos fósseis, como o diesel e a gasolina, é a maior responsável pela emissão de gases do aquecimento global. Segundo o urbanista e ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner, “nas grandes cidades são produzidos 75% de todo o CO2 jogado na atmosfera”. Pense nisso antes de entrar no carro só para ir à padaria da esquina.


'pra conhecer melhor as dicas sustentáveis [Clique aqui].

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Encantados e Encantadas

A Associação Novo Encanto, por meio da monitoria Regional da 14ª Região em conjunto com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente vem realizando atividades de Educação Ambiental nas escolas públicas estaduais e municipais do entorno do Parque Ambiental de Belém localizadas nos bairros de Cúrio-Utinga, Castanheira, Guanabara, Sousa e Águas Lindas. O Objetivo da ação é sensibilizar a comunidade do entorno do Parque Ambiental de Belém (PAB)para conservação , preservação e importância dos cuidados com os mananciais de água que abastecem a cidade : Lagos Bolonha e Agua Preta.

No dia dezoito de abril realizamos atividades na Escola João XXIII , no bairro da Guanabara, o trabalho foi produtivo e gratificante ,foram atendidas seis turmas de educação infantil e primeira a quarta série totalizando aproximadamente noventa jovens e crianças.
No dia vinte e oito de abril , foi a vez da Escola Cristo Rei receber a equipe da Novo Encanto e da SEMA trabalhamos com aproximadamente sessenta crianças com cinco turmas de educação infantil e primeira a quarta série, a temática que está sendo abordada e água e o lixo. No dia 16 de maio visitamos a Escola Municipal Terezinha Souza no bairro da Guanabara , aproximadamente 95 crianças de 5 turmas de educação infantil e primeira a quarta série participaram do teatro de fantoches com a temática da água e da preservação a parceria continuará no mês de maio.

Após o teatro realizamos gincanas de perguntas com premiação de pequenos brindes para as crianças vencedoras os brindes são material escolar , livros de estória ,caderno, lápis, canetas de colorir, lápis de cor, borrachas, livros infantis, cartilhas , brinquedos usados etc
No dia 5 de junho comemora-se o dia mundial do meio ambiente para festear esta data faremos uma programção em conjunto com a SEMA no Parque Ambiental ,neste dia acontecerá o semeio de mil sementes com a participação de vinte e cinco escolas, participantes das atividades de Educação Ambiental no entorno do PAB.


A Novo Encanto trabalha com voluntários que participam destas ações.





Conceição Baía
Monitora Regional - 14ª Região